Drip protection: vantagens e cuidados necessários

A água que é aplicada na irrigação pode retornar ao meio ambiente, minimizando os impactos ambientais com o estresse hídrico. Apesar disso, é imprescindível que o uso racional ocorra de forma eficiente em qualquer atividade, sobretudo na agricultura. Dentre os diversos sistemas de irrigação disponíveis, o gotejamento, assim como outras técnicas, pode oferecer maior economia de água.

Quando o sistema de irrigação se relaciona com o drip protection, garante-se vantagens ainda maiores. Mas, afinal, o que é, como funciona, quais as vantagens e desvantagens desse tipo de sistema? Para explicá-lo melhor sobre este assunto, preparamos um post com informações muito valiosas. Acompanhe!


Como funciona a irrigação por gotejamento?

A irrigação por gotejamento consiste em um processo no qual a água passa a ser distribuída entre a área a ser melhorada de forma bem lenta e mais próxima das raízes das plantas o possível. Nesse esquema de irrigação, a água é transportada por meio de mangueiras flexíveis cuja extensão conta com gotejadores de baixa pressão e vazão.

Em resumo, o sistema de irrigação por gotejamento é composto por maneiras (ou fitas gotejadoras), canos, filtros, reguladores de pressão, bombas e válvulas. Com isso, garante-se um fornecimento de água constante e sem a necessidade de investir tanto.

Destaca-se também o uso de fertilizantes via gotejamento, o que forma o procedimento que chamamos de fertirrigação ou nutrirrigação. Essa prática, além de ser muito comum, é extremamente eficiente para garantir maior aplicação de produtos químicos ou biológicos no controle de pragas, por exemplo.


O que é drip protection e quais suas vantagens?

O drip protection é uma tecnologia aplicada em um sistema de injeção de produtos agroquímicos, biológicos e orgânicos através da irrigação por gotejamento. Normalmente, esse tipo de tecnologia pode ser aplicado para auxiliar na aplicação de condicionantes de solo ou para mitigar pragas e doenças da área cultivada.

Um sistema de gotejamento apresenta um menor consumo de energia em relação aos outros sistemas. Sendo assim, não impede a realização de outras atividades, como a capina e colheita, já que estas continuam sendo realizadas simultaneamente à irrigação. Além disso, promove também maior uniformidade no desenvolvimento das plantas, melhorando a qualidade e produtividade.


Vantagens ambientais

Dentre as vantagens de uso desse sistema, destaca-se suas propriedades benéficas ao meio ambiente, uma vez que a utilização do drip protection permite economizar mais água, além de minimizar a contaminação de rios, lençóis freáticos e do solo em geral. Isso se dá ao fato de que o sistema diminui a perda de água e demais insumos por escorrimento superficial ou lixiviação.

A irrigação por gotejamento também não incorre no contato da água diretamente com o cultivo (folhas, flores, frutos, ramos e caule). Dessa forma, permite-se a implantação mais rápida e fácil de um manejo fitossanitário da lavoura, reduzindo assim o volume de doenças, sobretudo aquelas que se desenvolvem melhor em razão da alta umidade.


E as desvantagens?

Assim como em qualquer outro método, aqui também é possível perceber algumas desvantagens, ainda que mínimas. Quando comparado aos demais sistemas de irrigação, o gotejamento possui um custo mais elevado. Além disso, a manutenção do sistema drip protection também pode gerar mais despesas para os agricultores, afinal, é preciso trocar mangueiras com frequência, já que estas acabam ressecando com o tempo.


Quais os cuidados com o sistema de irrigação por gotejamento?

Ao utilizar um sistema de gotejamento, é bastante comum percebermos problemas relacionados ao entupimento. Nesse contexto, é fundamental estar atento à qualidade da água que é oferecida para uso na irrigação dos cultivos da sua propriedade. Normalmente as principais causas de obstrução dos gotejadores está relacionada a impurezas na água, como areia, argila, sais minerais, organismos vivos e matéria orgânica.

De acordo com um estudo de Gestão Agrícola da Água publicado em junho de 1979, os elementos físicos, químicos e biológicos que podem provocar entupimento dos sistemas de irrigação localizada são:

?    Físicos (sólidos em suspensão)
  • Areia;
  • Lima
  • Argila;
  • Plástico;
  • Plantas aquáticas;
  • Animais aquáticos;
  • Bactérias.
?    Químicos (precipitados)
  • Carbonato de Cálcio;
  • Carbonato de magnésio;
  • Sulfato de Cálcio;
  • Hidróxidos e sulfetos de metais pesados;
  • Óleo e demais lubrificantes;
  • Fertilizantes — fosfatos, amoníaco líquido, Ferro, Cobre, Zinco e Manganês.

?    Biológicos (bactérias e algas)
  • Filamentos;
  • Lodo;
  • Depósitos de ferro, enxofre e manganês de origem microbiana.

Fonte: Bucks et al., 1979.

Como vimos neste artigo, o sistema drip protection pode ser extremamente útil, visto que, além de economizar água, esse tipo de tecnologia de injeção de produtos químicos reduz a contaminação do solo e da água, garantindo maior segurança operacional e produtividade na aplicação de produtos.

Gostou dessa dica? Conta pra gente se já sabia de todas essas vantagens e se já utiliza o drip protection no seu sistema de gotejamento! Se ficou alguma dúvida, entre em contato conosco agora mesmo!